Notícias

Voltar para as notícias
 Voluntários da Junior Achievement Pernambuco

Voluntariado pode ser diferencial no currículo

16/04/2018

Trabalho voluntário, além de fazer o bem sem olhar a quem, é visto de forma positiva pelas empresas na hora da contratação. E para quem busca oportunidade, a Junior Achievement Pernambuco está com inscrições abertas para voluntários

Ações simples podem ajudar a transformar o mundo para melhor, como ser voluntário em projetos sociais. Além de fazer o bem sem olhar a quem, o voluntariado é visto de forma positiva pelas empresas na hora da contração. Isso porque, segundo a analista de projetos da Junior Achievement Pernambuco Ana Lages, o engajamento social torna as pessoas mais solidárias e compreensivas aos problemas dos outros, fazendo com que desenvolva um espírito de cooperação e ajuda, habilidade que favorece o trabalho em equipe nas empresas.

Além do ganho para os beneficiários do voluntariado, estar em um ambiente diferente proporciona uma grande bagagem cultural e emocional. "Ao lidar com problemas novos, o voluntário alarga seu imaginário e aprende a ter sensibilidade e empatia, o que o torna um candidato mais forte em um processo seletivo. As empresas buscam, cada vez mais, pessoas que sejam capazes de lidar com o diferente, que se adaptem, que tenham ‘jogo de cintura'", explica Ana.

Entre as habilidades que acabam sendo desenvolvidas num trabalho voluntário, liderança, planejamento, gerenciamento de tarefas, trabalho em equipe, oratória, resolução de conflitos, organização, engajamento social, relacionamento interpessoal e networking. Segundo a analista de projetos da Junior Achievement Pernambuco, vale lembrar também que o voluntariado é uma ótima oportunidade manter o currículo atualizado. "É um diferencial para todos, seja para manter o currículo atualizado quem já está no mercado ou para os que ainda não possuem experiência profissional".

Independente da área de atuação técnica, o trabalho voluntário desenvolve competências e habilidades comportamentais, que podem contribuir em diferentes aspectos não apenas profissional, mas pessoal como um todo. "Importante ressaltar também que a atividade voluntária requer o mesmo compromisso de uma remunerada. É preciso está disponível nos horários que se comprometeu com determinado projeto", alerta Ana Lages. Para quem está disposto a ajudar e busca oportunidade, a Junior Achievement Pernambuco está com inscrições abertas para voluntários.

A instituição atua com educação empreendedora nas escolas, auxiliando no futuro de jovens. A seleção de novos voluntários é para atuar, principalmente, no programa Miniempresa, um dos principais programas da organização e que ensina alunos do segundo ano do ensino médio como planejar uma empresa na prática. Os interessados devem ter disponibilidade de 3h30 semanais em horário fixo, determinação em transmitir conhecimento, comprometimento e dinamismo. Podem se inscrever profissionais, estudantes universitários e aposentados com experiência de mercado em diversas áreas de atuação.

Os voluntários da Junior Achievement recebem treinamento nas áreas de produto, finanças, marketing e recursos humanos. Ao final do programa, que dura 16 encontros semanais, recebem certificado de participação com 56h30. Inscrições através do e-mail miniempresa@jape.org.br. A sede da instituição fica na Rua do Riachuelo, nº 105, sala 901, Boa Vista, Recife (PE). Mais informações: (81) 3421.2277 e 98162.1035.

SOBRE A JUNIOR ACHIEVEMENT

A Junior Achievement é uma associação educativa, sem fins lucrativos, criada nos Estados Unidos em 1919, com o objetivo de levar o empreendedorismo aos jovens, ainda na escola. Atualmente, o trabalho da associação estende-se a mais de 120 países. No Brasil, a Junior Achievement atua, desde 1983, nos 27 Estados, através da parceria com a iniciativa privada. Os projetos da Associação já beneficiaram 3 milhões de crianças e jovens brasileiros. Em Pernambuco, atua desde 2003.

O objetivo é oferecer educação econômica-prática e experiências no sistema de livre iniciativa, através da parceria entre escolas públicas de ensino fundamental e médio e voluntários da classe empresarial que dedicam parte de seu tempo ensinando e compartilhando suas experiências com os alunos. Através de metodologia própria, a organização pretende que os jovens despertem o espírito empreendedor e obtenham uma visão clara do mundo dos negócios, facilitando, assim, o acesso ao mercado de trabalho e estimulando seu desenvolvimento pessoal.